ser mãe (também) é…

…você acordar de um sono bem gostoso, olhar em  volta, não reconhecer o lugar. Olhar de novo, com mais vagar, e se perguntar:

-Que que esse notebook está fazendo aqui? Que que essa mesa está fazendo aqui? Que que essa cadeira está fazendo aqui? Que que eu estou fazendo sentada nessa cadeira? Aliás, que que eu estou fazendo AQUI??

E aí você se dá conta de que o “aqui” não é seu quarto, mas o escritório.  E aí você olha no relógio e são 4 da manhã. E aí você se lembra de que eram 2h30 quando viu as horas pela última vez. E aí você nota que está com as mãos no teclado, com a cabeça meio pendida, mas com o pescoço duro (o que explica a dor chatinha na região). E aí cai a ficha de que você estava trabalhando. E aí você liga os pontos que faltavam e…bingo! Tem aquele prazo para amanhã (hoje?), às 7 da matina, sabe como? Com toda a matéria prontinha, revisada e os dados checados (aí você se lembra de que a checagem é a última coisa de que você se lembra antes do apagão).

E aí você se “loga” novamente no computador. E aí você puxa aquele bloquinho de anotações que estava meio jogado ali no canto da mesa, entre a pilha de livros do marido e sua xícara de chá (sem chá, by the way, que você já deu aquela espiadinha torcendo pra ter sobrado ao menos um gole). E aí, apertando os olhos, franzindo a testa, você acha exatamente o ponto em que parou.  E aí você segue na labuta que, afinal, agora tem só três horas pra terminar tudo.

Quem nunca?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s