o rei está de cueca!

Apesar de eu ter trabalhado horrores no fim de semana de 19 e 20 de maio -acabo deixando para escrever as matérias quando o Dri está em casa para cuidar do Enzo, pois preciso de bastante concentração na hora de redigir-, consegui dar umas fugidinhas bem bacanas durante a tarde de sábado, 19/5. Embora fizesse um friozinho aqui em SP, estava um sol lindo, céu aberto, delícia de flanar com o bebê por aí.

Descobri que ia rolar uma contação de histórias pertinho de casa e arrisquei ir. Sei que Enzo é bem bebê ainda, que não compreende ainda o conteúdo que está sendo narrado, nem consegue ficar muito tempo prestando atenção na mesma coisa. Mas sei também que compreende a entonação das palavras, que capta a atmosfera festiva, que gosta do contanto com outras pessoas, que tem prazer em ficar perto de outras crianças (ainda que por pouco tempo e no meu colo) e que responde muito bem à música. Não sabia se teria música, mas achei que sim. E fomos lá, Enzo e eu, destemidos, no sling.

Geralmente, quando vou percorrer “longas” distâncias a pé, prefiro levar o bebê no carrinho, pois não aguento muito o peso do pimpolho (11,2 kg!). E dá preguiça, confesso. Mas no sábado, resolvi que a ocasião pedia um corpo-a-corpo com a cria, deu vontade e pronto, fomos slingando juntos até o local da contação.

Chegamos uns 10 minutos atrasados, o que prejudicou um pouco, pois Enzo ficou mais longe do que deveria do casal de contadores. Como a concentração dos bebês nessa idade ainda é bastante fluida, facilitaria um contato mais próximo com a pessoa que fala. Mas, mesmo assim, ele ficou bastante interessado.

Prestou atenção em cada detalhe, na entonação da voz, no jeito de andar e falar da contadora, nas risadas que ela dava, nas pausas, nos objetos que segura e, principalmente, na música. Toda vez em que se tocava o violão ou em que os contadores cantavam alguma coisa, Enzo fixava ainda mais o olhar, parecia se divertir mais.

Claro que o interesse exclusivo pela história teve prazo de validade. Durou uns 20 minutos, tempo de terminar  o primeiro conto. Pouco depois de começar o segundo, uma adaptação do clássico “A Roupa Nova do Imperador“, do Hans Christian Andersen, Enzo resolveu que queria mesmo era descer do colo, andar (se segurando em mim, que ele ainda não anda sozinho), passear por entre as pessoas e, enfim, subir no banquinho e brincar com a fresta entre um pedaço e outro da madeira do banco.

Ele se divertiu à beça, conheceu gente nova (várias mães de crianças e, em especial, uma mãe cujo filho também chama-se Enzo), riu para toda essa gente, subiu no banco, desceu do banco, tirou o tênis várias vezes, sentou, levantou novamente, investigou texturas e formas e, assim que terminou a segunda contação, resolveu que era hora de ir embora.

Saldo muito positivo, na minha avaliação. Primeiro porque acho importante começar a introduzir Enzo em atividades lúdicas, artísticas, sociais. As contações entraram para a nossa agenda semanal. Segundo porque noto, como já disse, que ele adora se relacionar com outras crianças. E levá-lo a ambientes em que haja crianças virou uma prioridade. Terceiro porque confirmei que ele fica muito mais alegre quando faz alguma atividade diferente da cotidiana. O bebê definitivamente não gosta de rotina.

**********

Nesse fim de semana agora (26 e 27/5), optamos por um passeio ao ar livre no domingo e também foi ótimo. Na noite do sábado, aniversário da minha mãe, fomos com ele a uma pizzaria com playground. Resumo da ópera: passei boa parte do jantar do lado de fora, no parquinho, brincando com Enzo (no colo) ou levando-o para ver as outras crianças brincarem. E foi impressionante ver como ele já entende o que se passa. Ele ficou muito, mas muito atento mesmo às atividades dos meninos maiores. E riu muito, muito mesmo, de todas as traquinagens. Tanto que, quando o parque esvaziou, acabei cedendo e deixando que ele escorregasse no escorregador. Claro, segurando em mim e no pai, nós dois é que fomos “escorregando” Enzo, com toda a segurança. Mas não deu pra não deixar ele ao menos provar o gostinho, depois de ter se divertido tanto assistindo à diversão dos outros.

**********

E o que tem a ver o título do post com tudo isso? Bem, na adaptação que os contadores fizeram do conto do Andersen, o rei (ou imperador) estava de cueca, não nu. 🙂

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em bebezices, brincar, Maternidade, viagens & passeios

6 Respostas para “o rei está de cueca!

  1. Que legal, curti seu post. Como você ficou sabendo destas apresentações?

    • Nat

      Foi por acaso: passei no Sesc e peguei a programação, só pra dar uma olhadinha… dei sorte! vou começar a postar programação pra bb aqui no blog. 🙂

      bjos

  2. É incrível como achamos que sair com os pequenos vai ser muito mais complicado do que é na realidade, não acha? Achamos que eles são pequenos para o evento, que não vão prestar atenção, etc e etc. Mas quando arriscamos, notamos o quanto eles assimilam, gostam e nos surpreeendemos sempre! Coloca o nome da livraria aí pra gente, tô doida para levar o Enzo também, mas aqui em Jundiaí, essas coisas não rolam (interioooorrrrrr). Bjo
    Ah, publiquei um post sobre o niver do Enzo, mas estou mudando alguns planos, mas basicamente tá tudo lá.

    • Nat

      Matou a charada, Dri: a gente subestima os pequenos. e, pra nossa sorte, eles sempre nos surpreendem.
      vou lá ver as novidades da festa do seu Enzo!

      bjocas

  3. Ingrid

    Nat, adorando sempre seu blog. Acompanhando aos poucos, esqueço de entrar assim como esqueço de fazer xixi de vez em qdo 🙂 Aliás, qdo vi na sua to do list um ato tão simples, morri de rir e super me identifiquei. Expliquei hoje para uma amiga a importancia de ir ao banheiro assim que dá vontade qdo o bebê está quieto, simplesmente pq ele pode acordar e NUNCA MAIS VC VAI!! hahahaha. Então, o comment é na verdade pq vi que vc levou seu bb na leitura (e sim, por favor, coloque o link ou poste a programação do SESC, será mega útil) e eu estou indo às sessões de cinema CineMaterna, vc conhece? Eu vou ná o shopping ao lado de casa (o Santana Parque), mas sei que acontece em vários cinemas, normalmente são durante a semana, mas há algumas opções aos sábados. Caso não conheça, entre no site http://www.cinematerna.org.br
    Ontem fui assistir Os Vingadores e como o marido estava trabalhando, minha mãe me acompanhou. O Nicolas tem gostado bastante e pra um bb de 3 meses e meio, ele prestou atenção por bastante tempo, viu?

    Bjs.

    • Nat

      ahaha ahaha. obrigada!
      fazer xixi é artigo de luxo, menina! 🙂 agora é pra quem pode, não pra quem quer (ou precisa). e lavar o cabelo então? só à noite, com marido em casa, e olhe lá!

      ó, vou começar a colocar sim alguma programação (ah, era novidade/segredo!). só estou me organizando aqui pra conseguir checar tudo direitinho, dar uma agenda decente e ter certeza de que vou conseguir cumprir o compromisso de publicar sempre. a partir de julho, postarei 1 vez por semana sobre isso.

      bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s