a rotina

Imagine uma menina. Imagine uma menina de 4 anos. Imagine que essa menina, como a maioria das meninas de 4 anos, adora chocolate, doces da mãe, bolos e tortas da avó, cocada, pé-de-moleque, paçoca e bolo de fubá cremoso. Agora imagine que ela também adora dormir tarde, dormir ATÉ MAIS tarde, almoçar no horário errado, não tomar banho às cinco, como manda a mãe, e convencer o pai a sair para dar voltas na vizinhança às 10 da noite. Imagine que ela trocaria boa parte dos doces por uma boa enganada na rotina.

Imagine que essa menina cresceu e virou jornalista. Imagine que ser jornalista tem lá sua rotina, mas menos rígida que a maioria das outras profissões: imagine que jornalista não bate cartão; não tem muita hora pra chegar e menos ainda pra sair; cada dia fala com gente diferente, sobre assuntos e temas diferentes; pode ficar na redação, mas pode ser escalado pra ir pra rua cobrir um evento que só será conhecido na hora em que o chefe chamar; pode começar a carreira escrevendo sobre um tema e depois mudar pra outro e outro e outro; pode ter de ir trabalhar em outra cidade, em outro país, em outro continente.

Imagine que essa menina foi morar com o namorado. E aí a vida deles poderia ser resumida assim: exceto o trabalho, não tinham hora nem regras pra nada. Jantar durante a semana? Quando dava vontade. Tomar umas depois do trabalho? Sempre que era possível. Sair com os amigos? A toda hora. Fazer refeições nos finais de semana? Raramente. Acordar aos sábados? Depois das 14h. Café-da-manhã? Sempre à tarde. Dormir? Só no dia seguinte, depois de várias cervejas e muito papo de boteco. Chegar atrasados em compromissos de família? Sempre. Geladeira? Nem sabiam o que era isso. Fogão? Menos ainda. Pegar estrada quando dava na telha? Sempre. Programas de última hora? Idem. Decidir e “desdecidir” ao sabor das vontades do momento? Uma constante.

Pois bem, amiga que chegou até aqui: imagine, agora, que essa dupla é, neste momento, responsável por organizar a ROTINA (sim, isso mesmo, a rotina) de um bebê. Responda sinceramente: como você acha que eles dois estão se saindo? a) Muito bem; b) Marromenu; c) Dando pro gasto; d) De forma sofrível.

Acertou quem apostou na letra “d”. Sofrível, sofrível, sofrível.

Juro que nós até tentamos. Funciona assim: decidimos horários, atividades, tarefas, cardápios semanais, lazer, limpeza e manutenção da casa, sono pro Enzo. No papel, fica tudo lindo, perfeito. Mas na vida real, quem disse que conseguimos implementar o planejamento?

Ou acordamos tarde porque Enzo dormiu tarde, ou decidimos deixar “só isso” pra depois por impulsos hedonistas urgentes, ou ficamos com preguiça de lavar o banheiro, ou o sol está tão lindo lá fora, vamos pra rua com Enzo, ou o bebê está com sono agora, vamos deixá-lo dormir fora de hora mesmo, ou ou ou… Não temos habilidade nenhuma para cumprir rotinas. Fato.

Percebo que, em algum nível, isso ajuda a atrapalhar os horários do Enzo. Mas confesso, novamente, que tenho muita dificuldade também em disciplinar esses horários, em dizer “não” pra cria, em ajudá-lo a dormir mais cedo, por exemplo. Só faço isso sem peso na consciência quando ele está mesmo com sono, irritadiço, e não consegue dormir. Aí fico firme, apago luz, guardo brinquedos, não deixo sair do colo, nino até ele se entregar e adormecer. Mas quando ele ainda está curtindo visivelmente a bagunça, deixo que curta, seja 23h, meia-noite ou 1 da manhã.

Claro que há algumas regras e horários por aqui. Não abro mãe de que Enzo coma ao menos três frutas por dia, de preferência diferentes entre si. Em termos de alimentação, seguimos bem à risca as regras, tanto no que diz respeito à quantidade de refeições (entre cinco e seis por dia) quanto em relação à qualidade. Com isso, sou bem rígida.

Porém, em relação ao resto… toda semana decidimos, Dri e eu, começar a regrar mais as coisas por aqui, ainda que seja bem aos poucos. Fato é que nosso passado nos condena e nós mesmos sempre optamos por uma vida de “não-regras”. Pra regrar agora comofaz?

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Maternidade, paternidade

2 Respostas para “a rotina

  1. Ingrid

    Nat, mesmo correndo o risco de ser apedrejada em praça pública, vou ser bem sincera com vc: eu não imponho uma rotina para o Nicolas. Os horários dele foram se acertando meramente por acaso, sem que eu interferisse muito. Pode ser sorte, pode ser o anjo da guarda, sei lá. Só sei que ele dorme entre 19h30 e 21h30, dorme a noite toda e acorda por volta de 6-7 da manhã. E as sonecas do dia, coloco no berço quando vejo que ele está com sono. São sempre mais ou menos no memso horário, mas quando não são, eu não forço nada. Agora ele está lá, descobrindo os brinquedos do tapete de atividades dele, resmungando um pouco da gengiva coçando enquanto estou na sala, jogada no sofá, me curando de uma p*&¨% gripe. Eu tentei seguir a rotina da Encantadora de bebês, tentei colocar no berço na hora em que EU queria que ele dormisse (só aboli a parte do deixar chorar um pouco porque não consegui mesmo. Ele suspira, eu corro – mais apedrejamento…) mas não rolou. Fiquei stressada e resolvi fazer do meu jeito. E olha, tá dando super certo. Juro! Tento conduzí-lo a uma rotina, mas não imponho nada. Não consigo. E cansei de me sentir uma péssima mãe por isso. O Nic está saudável, ganhando peso normalmente, mês que vem vai pra escolinha pq eu volto a trabalhar, é calmo e risonho. Se vc achar mesmo que deveria dar horários para o Enzo, use o seu bom senso, e não o senso comum. Intuição materna é poderosa e com certeza vc tem. Ufa, ficou um texto enorme, sorry! Bjão

  2. Nat

    Ingrid, acho que vc não vai ser apedrejada, não. A maioria das mães que eu leio por aqui também não são rígidas com horário, nem com regrinhas pra dormir ou pra não pegar no colo. Muuuuuito pelo contrário.

    Eu também não sou, não. Nem quero ser. O que me preocupa, na verdade, é uma falta de rotina para as nossas vidas de um modo geral. Sinto que Enzo precisa de um pouco mais de regras às vezes para também ir acomodando sua vida dentro de certos padrões. Só isso.

    bjocas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s