30 melhores livros da “Crescer”

Correria, correria, correria. Prazo pra cumprir, festa pra organizar, um bebê insone, uma mãe cansada, com dor de garganta e olheiras mais evidentes que o usual. Como se vê, o fim de semana foi de trabalho e tentativas de descanso em casa. Daí que só passei rapidamente pra recomendar uma visitinha a este link aqui, que lista os 30 melhores livros de 2012 segundo a revista “Crescer“.

Vou confessar que nunca confiei muito nesse tipo de listas. A ideia de alguém definir o que é um livro “melhor” ou “pior”, de cara, já me desagrada. Vai saber com qual critério o cara escolheu esse ou aquele… E se meu filtro for outro? Além disso, sempre tendo a achar que as listas vão ser recheadas de livros tipos best sellers, como são, por exemplo, as listas de textos sobre gravidez.

Mas resolvi dar uma olhada e me surpreendi muito e positivamente. Muitos títulos bacanas, diversos entre si, nada comerciais (no sentido de literatura industrial, feita pra ser consumida em larga escala, sem muita qualidade), com argumentos que me estimularam a dar um pulo na livraria mais próxima e conferir. E, mais legal de tudo, alguns recomendados para bebês a partir de 1 ano, o que não é muito usual (difícil fazer literatura pra essa faixa etária), mas é super valorizado aqui em casa, tendo em vista a idade do Enzo.

Conferi ao vivo e aprovei, por exemplo, o “Ops“, de Marilda Castanha. Acabei trazendo pra casa, rá! Também vi e não resisti ao “Adivinha o quanto eu te amo – o livro fofinho“, também indicado para bebês. O recomendado pela “Crescer” é a versão integral, não a fofinha, mas acho que, mesmo assim, vale.

Outro super interessante é o “Na floresta do bicho-preguiça“, de Anouck Boisrobert e Louis Rigaud. As lindas ilustrações (do tipo pop-up) vão mostrando, página por página,  a devastação da floresta do título. Lírico, de fazer pensar. Só que esse é pra crianças um pouquinho maiores.

Prometo um post só com livros para bebês. Tenho outras dicas além desses dois aí de cima, e a Luciana Conti, do Gato de Sofá (blog que eu super recomendo, aliás), indicou dois títulos bem bacanas que vou compartilhar. Mas faço isso quando tiver um pouquinho mais de tempo. Por agora, sugiro a olhadela básica lá no site da revista. Sei que as mães mais experientes -ou com filhos maiores- já devem conhecer a lista. Mas pras outras, que chegaram agora na maternidade, como eu, #ficadica.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em artes

4 Respostas para “30 melhores livros da “Crescer”

  1. Gostei da lista!! Mas, adoraria saber indicações de livros para bebês mesmo. Espero que seu post sobre isso sai logo! Rsrsrsrsrsrs…já tentei algumas leituras com o meu filho, mas, ele ainda não se mostrou interessado. Talvez não tenha sido uma que despertasse mesmo seu interesse…

    • Nat

      oi, Myriam, tudo bem?

      O post vai sair rápido, prometo! 🙂
      quantos anos tem seu filho? pode ser isso. o meu pequeno também ainda não se interessa muito não. pra eles, qdo bebês, os livros são só brincadeira mesmo. mas o importante é irmos lendo, oferecendo, mostrando, estimulando. e, claro, dando o exemplo, né? isso aqui em casa não falta. todo mundo é leitor compulsivo por aqui.

      obrigada pela visita.
      bjos

      • Daniel está com 19 meses…talvez ele não esteja pronto…será?

      • Nat

        acho que é isso, sim, ele é novinho. é como o Enzo, ainda veem os livros como brinquedos. mas acho importante a gente continuar oferecendo, mostrando, ajudando-os a criar vínculos, ainda que seja, nesse momento, só com o objeto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s